Acolhida na Colônia

Sítio Aimotuá

1 2 DCIM102MEDIADJI_0174.JPG 4 5 6 7 13
<
>

História da Propriedade

Autonomia, Agrofloresta e Agroecologia são o foco desta propriedade. Sob os olhares da Serra Geral, o Sítio Aimotuá é um lugarzinho em que Cátia e Daphné fincaram os pés, e as mãos, no final de 2015. Com experiências diversas na agricultura em diferentes lugares do mundo, elas se dedicam à construção de autonomia pautada pela agroecologia e por relações de cuidado: com os alimentos que produzem, com o ambiente e com as pessoas!

Buscando uma melhor integração com o ambiente, elas trabalham para ter uma menor pegada ecológica. Construíram a casa a mãos próprias e em coletivo com madeiras locais e de recuperação, tratam as águas utilizadas na casa com sistemas ecológicos, adotaram técnicas sustentáveis de conforto térmico. Os cultivos de frutas, verduras e grãos são feitos em sistema agroflorestal, mantendo as árvores já presentes e implantando outras mais. O sistema agroflorestal inclui ainda faixas de plantas adubadeiras para poda e cobertura permanente dos canteiros. Os cultivos são consorciados e diversificados. Apostam em sementes crioulas, variedades e raças rústicas e tradicionais, plantas alimentícias não convencionais. Toda produção vegetal é certificada como orgânica pela Rede Ecovida, desde 2017. Além da produção primária vegetal, o Sítio Aimotuá tem espaço para criação de galinhas e abelhas, assim como para o processamento caseiro de diversos produtos.

Também a partir de 2017, Cátia e Daphné, recebem pessoas, por meio da Acolhida na Colônia, para compartilhar aprendizados e dar passos para uma transição agroecológica para fora da porteira.

Especialidades culinárias

Alimentação orgânica e saudável: pão de fermentação natural, patês vegetais, geleias com baixo teor de açúcar e cozidas no fogo a lenha, pratos com plantas alimentícias não convencionais, bolo vegano de cacau, alimentos integrais e saborosos, entre outros.

Trilhas e Cachoeiras

A propriedade possui trilhas por meio da mata, entre xaxins, bromélias e canto de pássaros, que levam a um local de vista para Serra Geral, trilhas até cachoeirinhas e poços d’água.

Acomodações

Atualmente há possibilidade de um quarto dentro da casa com mezanino que acomoda ate 4 pessoas, o “quarto na colônia”. Também há espaços em bioconstrução para receber grupos para compartilhar experiências de agroecologia e oferecer refeições.

Produção da propriedade

No Sítio Aimotuá são produzidas frutas (mais de 15 espécies), verduras (mais de 30 variedades) e grãos (feijão, milho, ervilha, centeio, linhaça, girassol) em sistema agroflorestal agroecológico, sementes crioulas, geléias, conservas, pães de fermentação natural com farinhas orgânicas, cosméticos naturais e o que a imaginação e o tempo permitirem. São criadas galinhas caipiras agroecológicas e abelhas. Cultivam-se poesias.

Vivências na propriedade

  • Visitar o sistema agroflorestal com árvores nativas, nos diferentes estágios de sucessão e estratificação;
  • Colher verduras da agrofloresta e recolher os ovos no galinheiro;
  • Descobrir as poesias espalhadas junto às árvores na propriedade;
  • Escutar o ronco do bugio, o canto dos pássaros, o barulho do rio, o chiado do vento, o silêncio da paz;
  • Observar tucanos, gaviões, papagaios, beija-flor, esquilos e milhares de abelhas colhendo néctar nas flores;
  • Oficina “Mergulhando de cabeça na Agrofloresta”: reconhecimento de espécies, poda, preparação de cobertura, manejo das bananeiras, implantação de canteiros (Oficina prática para adultos. Tempo necessário: meio dia)
  • Oficina “Do Grão ao Pão”: aborda a história dos grãos relacionadas aos povos que os domesticaram, formas tradicionais e evolutivas de uso dos grãos (moagem, nixtamalização, fermentação), visualização de espécies precursoras do trigo e milho, assim como uma diversidade de grãos de variedades antigas e crioulas (trigo, milho, feijão, girassol). Degustação de preparados tradicionais a partir dos grãos (Oficina teórico-prática adaptada para adultos ou crianças. Tempo necessário: meio dia);
  • Atividade pedagógica em grupo “Caça ao tesouro agroecológico”. De forma lúdica e percorrendo a propriedade com auxilio de um mapa de orientação, os grupos são convidados a conhecer os princípios e práticas da Agroecologia para alcançarem o “tesouro” (Atividade adaptada para adultos, idosos ou crianças.Tempo necessário: meio dia).

Leve para casa

  • Verduras orgânicas da agrofloresta;
  • Mel, ovos caipiras;
  • Pão de fermentação natural, bolos, patês vegetais, conservas, geleias (todos processado apenas com ingredientes orgânicos);
  • Cosméticos naturais: sabonetes, cremes de rosto, desodorantes;
  • Poesias e uma pitada de ânimo para transição social agroecológica.

Atividades de lazer nas redondezas

Possibilidades de trilhas até os pés da Serra Geral, cavalgadas, trilhas para cachoeiras, banhos de rio…

Coordenadas Gerais

Município: Anitápolis

Comunidade: Rio Perdido

Hectares da propriedade: 12 ha

Hectares de mata nativa: 8 ha

Km do centro de Anitápolis: 16 km

Km de Florianópolis: 108 km (via Br 282)

Número de quartos: 1

Telefones para reserva: 48 9.96814274 (whatsApp)

E-mail: sitio.aimotua@gmail.com

Instagram: sitio.aimotua

Experiências

disponíveis neste destino:
  • Agroecologia
  • Armazém da Colônia
  • Atividades para Crianças
  • Banhos de Rio e Cachoeira
  • Mesa Colonial até 15 pessoas
  • Quarto Colonial
  • Trilhas


Conheça os Destinos & Experiências da Acolhida:

Siga a Acolhida nas Redes Sociais