Trilhas Banho de Cachoeira e Rio Café Colonial Restaurante Colonial Armazém Da Colônia

Evaldo Israel e Nilva Dircksen Israel, ambos aposentados (ele agricultor e ela professora) após importante capacitação e acompanhamento da Acolhida na Colônia, permitiu ao casal acolher turistas do Estado, de todo o Brasil e do Exterior, com a segurança de estar oferecendo Serviço de Qualidade num ambiente Saudável e Acolhedor. Conversas alegres e descontraídas fazem o tempo passar depressa… É preciso, porém, conhecer as belezas naturais da região… e aproveitar o que a propriedade oferece! Além disso estamos longe o bastante da cidade para oferecer descanso e sossego. Porém, perto o suficiente para suprir possíveis necessidades.

A propriedade oferece comida caseira, feita no fogão à lenha. São pratos simples, típicos da vida no campo. O que o diferencia é o tempero e o prazer de cozinhar para quem se espera. No café servimos os quitutes da serra: rosca de coalhada, pão de queijo, pão de mel, pão de fubá, bolos e tortas, aproveitando os produtos da terra como a torta de maçã e a torta de uva entre outras salgadas e sucos naturais.

Um riacho com 7 pequenas cachoeiras: o RIO SETE QUEDAS, oferece uma trilha de aproximadamente 1.800 metros. Percorre-se, por dentro d água, as sete principais cachoeiras. Essa trilha te “obriga” a quem se propõe fazer, interagir com a natureza de uma exuberância sem limites!

Reza a lenda, que num passado distante, nas margens de um riacho de águas límpidas e cristalinas, vivia uma tribo de xoklengs. Era uma tribo muito grande e de numerosos e alegres indiozinhos, que brincavam pelas matas intocáveis de araucárias e xaxins que fechavam e formavam o Morro Azul, assim chamado por seu verde exuberante que refletido à luz do sol e do céu dava um tom de azul àquela floresta magnífica. Mas no meio de tanta beleza, algo intrigava o Pajé: uma indiazinha que vivia isolada das demais crianças e que nada a alegrava apesar da magnitude daquela natureza. O Pajé já havia buscado ajuda de todas as suas curandeiras para tentar entender o que se passava com a pequena índia. Um dia então, resolveu quebrar a tradição de sua tribo e levou-a numa benzedeira, que a examinou e concluiu que estava realmente doente, e que a doença se chamava TRISTEZA. Então explicou para o Pajé que a única maneira de a indiazinha sarar, seria banhar-se nas águas puras e surpreendentes do riacho que sua tribo margeava. Instantaneamente o Pajé ordenou que seus índios lapidassem as pedras do riacho de maneira que formassem sete belas quedas para que a indiazinha pudesse se divertir. E assim aconteceu, a indiazinha se banhou e finalmente foi curada daquela tristeza que atormentava sua infância, e durante toda a sua vida ela subia as sete quedas para repor suas energias e alimentar sua alegria. E é por isso que hoje, o rio se chama Sete Quedas, e cada visitante que se banha em suas águas, afunda nela sua tristeza e leva delas a alegria. Com esse intuito, de proporcionar momentos de extrema alegria e emoção é que a família do Sítio Sete Quedas recebe seus visitantes, num ambiente acolhedor e cheio de aventura. Porque mais que proporcionar alegria, queremos surpreender você que se propõe a nos visitar!

Temos também 03 chalés com capacidade para acolher até 05 pessoas cada. Espaço esse que oferece comodidade e privacidade. Dedicado exclusivamente para o descanso.


Coordenadas Gerais

Municipio: Urubici

Comunidade: Campestre

Área da propriedade 42 ha

03 chalés com 02 quartos

Distancia de Urubici a Florianópolis – 170 km

Urubici a propriedade – 07 km –

São Joaquim – 60 km

Bom Jardim da Serra – 73 km

Telefones para contato:

49 3278 4115